You are currently browsing the category archive for the ‘Marcas do Café’ category.

2006_03-04.jpg
 Calendário Lavazza 2006
Fotografia: Ellen Von Unwerth

Boa semana!

1996_03-04.jpg

Calendário Lavazza 1996 – March-April
Fotografia: Ferdinando Scianna

Boa semana!

2006_01-02.jpg

Calendário Lavazza 2006 – January-February
Fotografia: Ellen Von Unwerth

Que a semana passe a voar, de preferência em first class.

 

A campanha de rádio do Delta Office, o produto para empresas da Delta Cafés.

2006_05-06.jpg 

Calendário Lavazza 2006 – May-June
Fotografia: Ellen Von Unwerth

Porque à segunda-feira é sempre útil um estímulo suplementar, aqui fica o contributo do Ritual (a repetir, semanalmente).

lavazza-cal-2006-1.jpg

Produção do Calendário Lavazza 2006
Fotografia: Ellen Von Unwerth

mupie3.jpg    mupie2.jpg 

k_ess_c100_2.jpg

Contento-me com esta. É das mais baratinhas, mas servia perfeitamente!

illy.jpg

Nota: Tinha previsto para hoje um post dedicado ao magnífico utensílio retratado no último coffee quiz, a cafeteira napolitana. Ficará adiado, para breve.

 

“Este café é uma merda!”, quem já não ouviu, proferiu ou conteve-se para não proferir esta frase quando confrontado com uma chávena de café que não merecia mais do que ser adjectivada de “chicória”? Pois, eu nunca disse, mas que já me apeteceu umas quantas vezes, lá isso já…

kopi-luwak.jpgAcontece que talvez não seja a melhor forma de manifestar o nosso desagrado (e não é, apenas, por ser má educação dizer palavrões 🙂 ). É que o café mais caro, saboroso e raro do mundo é uma merda! Eu explico.

O Kopi Luwak, originário do arquipélago da Indonésia, é um café fabricado, exclusivamente, à base de grãos de café recolhidos das fezes de um animal local, o Luwak. Daí o nome do café: Kopi Luwak (kopi significa café, em bahasa).

Este animal, que baseia a sua dieta em frutos, pequenos mamíferos e insectos, come apenas os frutos mais doces, maduros e avermelhados do café, que são digeridos pelo seu organismo, com excepção dos grãos, que são excretados junto com as fezes, totalmente intactos. É justamente essa “produção” limitada de grãos (menos de 230 Kg por ano) o motivo da sua raridade e, consequentemente, do preço alto – é o café mais caro do mundo, segundo a revista Forbes. Há medida que o grão passa pelo sistema digestivo do animal sofre uma espécie de processo de fermentação, que confere aos grãos propriedades únicas, proporcionando um café de sabor levemente achocolatado. Inigualável, garantem os apreciadores.

Agora que já está explicado o último Coffee Quiz, quantos “cafezes” é que vão ser?

Technorati Tags: ,

Segafredo 4

Segafredo 3

Segafredo 2

,

Mupiela_ Mupiele_ Mupielecao_

…o café mais caro do mundo, o Kopi Luwak, é recolhido dos excrementos de um animal. Confira aqui ou aqui.