You are currently browsing the category archive for the ‘Café Curto’ category.

Ao contrário do noticiado, a conferência que juntou em Copenhaga os principais líderes mundiais a discutir o problema do aquecimento global do planeta, não só não foi um fracasso, como parece já estar a produzir resultados!

Ao que parece, cresce a ideia entre vários comentadores políticos que Sócrates é confiável, mesmo quando não está a dizer a verdade. Ou seja, Sócrates mente, mas com convicção. E isso, como se sabe, é uma grande qualidade.

Sem comentários.

Mas eu gostava de ver as caras deles. Gostava de os ouvir falar. Gostava de os ver sair de casa e ir à pastelaria ali da esquina. Gostava de saber os seus currículos, o que faziam antes e como foram parar à Gebalis – quem os convidou, quem concorreu a concursos ao lado deles, e o que fazem hoje em dia. Se são militantes dos partidos do costume. Se trabalham ainda para o Estado

Pedro Rolo Duarte

Um post que merece ser lido na íntegra e com o qual concordo totalmente. Só espanta que nada disto ocorra a um só órgão de comunicação social. Triste país de comprometidos este em que vivemos.

Não será fundamentalista considerar fundamentalista a reacção dessas pessoas?  Afinal de contas, apenas escreveram uma carta manifestando o desagrado em relação a um sketche, dirigida à entidade a quem compete regular essa actividade. No fundo, exerceram o Direito à Indignação, da mesma forma que, no meu entender, os Gato Fedorento usaram o Direito à Liberdade de Expressão.

Mas estou de acordo contigo: não foi um sketche especialmente engraçado. Mas, como ninguém é condenado por falta de graça – e ainda bem, digo eu – só resta à ERC uma coisa: registar e arquivar.

Depois da previsível vitória do socialista Carlos César nas eleições insulares, importa, agora, responder a uma questão que tem escapado à análise de todos os comentadores e analistas políticos:  com Carlos César no governo regional, quem escolherá Tony Carreira para fazer as primeiras partes dos seus concertos?

Aos interessados, o FX, canal exclusivo da Zon TV Cabo, está a repetir esta série de culto, desde a passada segunda-feira, diariamente,  às 23:50.

Para quem quizer ver ou rever, os cinco primeiros episódios repetem amanhã, Domingo, a partir das 10 horas da manhã.

Eu já agendei a gravação.

ground zero

Para chegar ao título, sofrer não chega. Mas é essencial.

(Felizmente, o resultado da partida ficou sentenciado quando decidi entrar no estádio pela Porta 01).

* Recebido por e-mail.

Álvaro Parente estreia-se no campeonato GP2, com vitória surpreendente no circuito da Catalunha, onde decorre a primeira prova desta época.

Trata-se, muito provavelmente, do próximo português a conquistar um lugar na ambicionada F1. Quem sabe, já no próximo ano.

A acompanhar com atenção.

Depois do anúncio da candidatura de Patinha Antão à presidência do PSD, não vejo qualquer motivo para Ribau Esteves conter-se e não considerar este o momento adequado para avançar, também, à conquista da liderança do partido.

Afinal de contas, quem quer “uma gaja boa com’o milho, tem que namorá-la!”, não é assim?

Que, para além dos habituais e insuportáveis cálculos políticos, dos timmings, dos notáveis e das bases e mais o diabo que os carregue a todos, alguém nos vai dizer o que o partido pensa do e para o país?

Há, ainda, algo que justifique a existência deste partido? Se sim, digam-no rapidamente, por favor. Ou calem-se para sempre.

Ah, e se for para repetir a ladainha do partido de centro, da social-democracia, blá blá blá, escusam de se incomodar. Para isso, já nos chega o Partido Socialista. O que precisamos é de uma ALTERNATIVA.

Cinco excelentes razões para regressar!

Cabo-verdiana quer nacionalidade mas “mau português” impede-a

Tomasia tem 48 anos e vive há oito em Portugal com o marido e os filhos

Tomasia da Silva Costa vive em Portugal desde 2000 e quer ser portuguesa. Mas o facto de não saber ler nem escrever dificulta a sua capacidade de passar no exame de português, um dos requisitos obrigatórios para aceder à nacionalidade.

Porque é que não a deixam fazer o exame de Português do ensino básico? Aquele em que os alunos passam de qualquer maneira, desde que se perceba, minimamente, a ideia que pretendem transmitir, mesmo que o texto esteja carregado de erros? Ah… não tem interesse… não conta para as estatísticas… hum…

E o Sr. Madaíl? Não terá interesse que a Tomasia dê uma perninha na Selecção Nacional? Como? Já tem 48 anos… pois é! Chatice.