Não será fundamentalista considerar fundamentalista a reacção dessas pessoas?  Afinal de contas, apenas escreveram uma carta manifestando o desagrado em relação a um sketche, dirigida à entidade a quem compete regular essa actividade. No fundo, exerceram o Direito à Indignação, da mesma forma que, no meu entender, os Gato Fedorento usaram o Direito à Liberdade de Expressão.

Mas estou de acordo contigo: não foi um sketche especialmente engraçado. Mas, como ninguém é condenado por falta de graça – e ainda bem, digo eu – só resta à ERC uma coisa: registar e arquivar.