Segundo as primeiras notícias, FSF saiu vencedor. Pelo menos parcialmente. A Academia passa para a SAD e é concedida autorização para a emissão dos títulos obrigacionistas. Só a Sporting Comércio e Serviços mantém-se na esfera do Clube.

Fico-me por aqui, que já são horas de dormir. Amanhã há mais.

P.S.: Afinal, as notícias são contraditórias. Ao contrário do noticiado pela Sic N, a edição on-line do jornal O Jogo diz que FSF não pode levar por diante o projecto de reestruturação, pois teve 63% de votos favoráveis quando necessitava de mais de dois terços dos votos. A acompanhar.