Para além de FSF, há um outro sportinguista que tem de ser ouvido na assembleia desta noite: Dias da Cunha (DdC).

Depois do que tem insinuado, só pode exigir a demissão dos actuais órgãos directivos e a convocação de eleições antecipadas, apresentando provas de que aqueles não são pessoas de bem, conforme tem afirmado.

É o mínimo exigível, depois de todas as intervenções públicas que o ex-presidente do Clube proferiu.