O Arcanjo São Gabriel ejaculando sobre Maria. Jesus Cristo transexual. A Virgem praticando sexo oral. Há mais, mas quem quiser que visite este link. Passou-se aqui bem perto, na vizinha Espanha. Foi considerado cultura, com direito a apoio estatal.

Claro está, a polémica estalou. Desconheço o desfecho, nem me recordo de qualquer eco deste caso na comunicação social portuguesa. Falha minha, com certeza. Mas não me parece que se tenha condenado, sumariamente, ninguém à morte. Nem esteve em causa nenhum conflito diplomático, com consequências planetárias. Nem foram oferecidas recompensas a quem entregasse numa bandeja a cabeça do infiel artista.

 

Provavelmente, no final, chegaram à conclusão que a “obra” do “artista” era de mau gosto. Que a maioria da população não considera arte, nem nada que se pareça, o que alguns gestores de dinheiros públicos considerou. Talvez tenha rolado a cabeça – no sentido figurado, claro está – de um ou outro responsável político, com responsabilidades menores. Mas, nada mais…

 

Ainda bem, digo eu.