Depois das saídas de Nani, Tello, Caneira, Ricardo, Karagounis, Miccoli, Pepe, Anderson e, talvez, Postiga, também Simão deixa o futebol português. Já para não falar de outras saídas, em clubes mais modestos, como as de N´Doye e Filipe Teixeira da Académica, dois excelentes jogadores, só para dar um exemplo.

Mesmo não sabendo o que os reforços/substitutos simao-sabrosa.jpg irão fazer, estou convencido que a edição da Liga deste ano será ainda pior do que a edição anterior. Poderemos sempre ver os craques pelo cabo ou satélite, no campeonato inglês ou espanhol.

Ah, e será adequado utilizar o termo “reforços”, quando os que partem têm tanta qualidade e, os que chegam – com tão poucas provas dadas, na maioria dos casos – têm a ingrata tarefa de fazer esquecer os primeiros? Não me parece. Reforço… só se falarmos de tesouraria!!!