Espresso. Com uma equipa jovem, alicerçada na formação e um orçamento de menos de metade do actual campeão, o Sporting conquistou ontem a 14.ª Taça de Portugal do seu historial, depois de lutar até ao fim pelo título de Campeão Nacional. Não é excelente, mas é uma boa época, com a conquista de um troféu e qualificação directa para a Liga dos Campeões. Quem sabe para o ano vem a dobradinha🙂 !

Meia-de-leite. Não sou a favor da figura do Presidente da República como “força de bloqueio” ou contrapoder. Mas esperava que Cavaco Silva fosse a garantia que este governo, no qual tantos portugueses depositaram toda a sua esperança, não falharia no rumo nem entraria em derivas. Infelizmente, a meio do primeiro mandato os sinais começam a ser preocupantes e o PR ou não diz nada ou diz muito pouco. Esperava-se mais.

Descafeinado.  Desde a “teoria do deserto”, até ao “argumento terrorista”, passando pelo “lobby lusoponte”, desdobram-se declarações dos mais diversos quadrantes socialistas, tentando justificar o aeroporto da Ota. A liderar o movimento, Mário Lino, oportunamente apelidado de “Ministro Otário”, que pode ficar imortalizado como o responsável pelo princípio do fim prematuro deste governo. E tudo isto em nome de quê? É a esta pergunta que os portugueses não conseguem dar resposta.