Espresso. O F.C. Porto sagrou-se ontem campeão nacional de futebol, pela 22.ª vez na sua história. Temos de conceder que foi justo, principalmente pelo que fizeram na primeira metade da prova. Parabéns, por isso, aos vencedores e respectivos adeptos.

 Meia-de-leite. O PP, em congresso, passou o fim-de-semana a discutir tendências, desde a chamada “ala liberal” à tradicional democracia cristã. Não vejo que vá sair daqui nada de muito clarificador. Porém, com o PSD em prolongada hibernação e órfão de ideias e com um PS que se diz de esquerda, mas apela ao voto do centro e governa à direita,  seria bom uma pedrada no charco do panorama político português. Não estou a ver é que seja o PP de Paulo Portas a fazer isso.

Descafeinado. O presidente do S.L. Benfica anunciou que o clube não participará na Taça da Liga, prova que se estreará no próximo ano no calendário desportivo nacional. Algumas questões que me ocorrem: os clubes podem optar por participar ou não? Que consequências para quem não participa, se as há? Os benfiquistas concordam com a posição do presidente do clube? E quais são as razões invocadas, que eu não percebi?